Segundo informações, mais de 500 mil pessoas esperam pelas respostas sobre benefícios pedidos ao INSS.

NOVAS REGRAS DE AGENDAMENTO DE PERÍCIAS MÉDICAS PELO INSS

Foto Divulgação: (Novas Regras de Perícias Médicas do INSS).

Se tratando do INSS, as pessoas sempre buscam pelas mais completas informações, ou seja, não importa qual o serviço que você precisa, é muito importante que você esteja ciente de como funciona cada situação, e tem mais, busque o que for preciso para resolver o que esteja ligado a este órgão, por falar nisso, o INSS acabe de mudar algumas regras para o agendamento de perícias médicas em pedidos de concessão de auxílio-doença.

Novos Procedimentos

Antes de tudo, se você for a procura de informações sobre perícias e outras coisas mais pelo INSS, é importante que você já tenha algum tipo de documentação que comprove que você ou a pessoa que está acompanhando esteja com os documentos e/ou a guia de encaminhamento esteja com os dados corretos.

Para os novos procedimentos de agendamentos de perícias, é o seguinte, a partir de agora, as pessoas que tiverem uma solicitação do benefício negada pelo médico perito não podem mais agendar um novo exame no prazo de 30 dias, algo que antes poderia ocorrer. De acordo com informações do site folha, esta nova medida pretende foi tomada para que o órgão do INSS possa acelerar o atendimento dos segurados que ainda não foram examinados.

Quanto as mudanças, temos que respeitar, e vale lembrar que, para quem não concordar com o resultado do exame, estas pessoas terão o direito de solicitar uma nova avaliação com um perito, desde que apresente um fato novo, como complicações relacionadas ao problema de saúde adquirido, outros exames ou comprovantes da doença.

O site folha diz que o INSS também derruba a regra que dizia que o exame de reconsideração não poderia ser feito pelo mesmo médico da perícia inicial, e de acordo com Verusa Guedes (diretora de saúde do trabalhador do INSS), no ano passado, dos 7,3 milhões de perícias médicas realizadas no Brasil, um total de 23% delas eram “repetições”.

Ainda em 2012, os mesmos segurados que já tinham passado por uma primeira perícia agendaram novo exame, e pra finalizar, disse também que houve um levantamento do órgão no qual foi identificado o caso de um segurado que passou por perícias médicas em 17 vezes no mesmo mês.

Fonte: www1.folha.uol.com.br

PéssimoRuimRazoávelBomÓtimo (1 Votos, média: 5,00 fora de 5)
Loading...

Veja Mais Notícias

 
 
 
 
Noteaqui.com © 2010-2017. Todos os direitos reservados